Im.pulsa

Agosto 1, 2022. Por Im.pulsa

Fotos de campanha

Vivemos em um mundo visual, então vamos nos utilizar do visual para nos expressar. As fotos da campanha precisam passar confiança e contar aos eleitores a narrativa de nossa trajetória.

Além do logotipo e das cores de campanha, as fotos são o principal elemento para criar identidade visual quando o assunto é campanha política. As fotos da campanha são usadas para todo material impresso, para a imprensa, sites e redes sociais.

 A foto oficial de campanha 

Ter uma boa foto oficial de campanha é essencial.

Como queremos nos mostrar? Com quem? Como queremos que as pessoas nos vejam? Queremos nos mostrar como candidatas firmes, acessíveis, comprometidas, espontâneas, com um grande histórico, ou como referência de uma comunidade, ou de um determinado partido político? 

Ser clara sobre essas questões desde o início facilitará a sua tarefa, candidata. Essas são as mesmas perguntas que são feitas quando começamos a pensar em nossa identidade visual. Elas também têm a ver com o tom que queremos usar. Com isso em mente, realizamos nossa comunicação e tiramos as fotos a partir daí.

A foto oficial é a que será usada no perfil de todas as redes, para que seja fácil e reconhecível, bem recebida pelos meios de comunicação. A repetição dessa foto garantirá o reconhecimento, principalmente na primeira fase da campanha.

Em primeiro lugar, podemos contar com fotografias simples que nos permitem conhecer uns aos outros. A forma ideal de tirar nossa foto oficial seria em um estúdio com um profissional preparado para isso. Caso você não tenha esse acesso, o fundo branco é primordial.

A câmera

Use uma câmera digital, se possível com mais de 18 megapixels. Importante: use o formato RAW (CR2, NEF, DPG, etc).

É fundamental que a foto esteja em alta qualidade para que possa ser usada tanto para o material impresso quanto para o digital. Uma foto de alta qualidade é aquela que possui a resolução necessária para o meio a ser utilizado. Se for imprimir, é necessário ter pelo menos 300 dpi x o tamanho real em que será impresso. Se for para uso digital, a resolução pode cair para 72 dpi. 

Caso não tenhamos uma câmera profissional e/ou de estúdio, podemos tirar fotos com o celular. A maioria dos smartphones hoje tem boas câmeras, boa resolução e a possibilidade de conectividade imediata, que nos permite publicar e compartilhar as fotos que estamos tirando. 

Também podemos fazer uso de aplicativos para editar fotos. Não aconselhamos usar filtros ou retoques excessivos, pois além de perder qualidade de resolução, deixará a foto menos natural.

A luz

No que diz respeito à iluminação, a luz natural é uma boa aliada, desde que não seja usada em contraluz, nem diretamente no sol. Faça seus testes.

Tente também evitar o uso de flash. 

O plano 

Para a fotografia oficial pensemos em close-up (o rosto é visto até os ombros), ou planos médios curtos. Ou seja, uma imagem que registre até a cintura. A candidata é o elemento protagonista da foto.

Uma foto de corpo inteiro seria muito pequena e sem detalhes para observar.

É importante que ambos os ombros estejam visíveis na foto, caso contrário, isso causa um corte reto e não natural quando quisermos reposicionar a imagem na campanha visual. 

Será sempre melhor tirar a fotografia de frente ou três quartos (o corpo posicionado à 45º em relação à câmera), em um fundo neutro que contraste com a pessoa fotografada. Além disso, pode ser cortado mais facilmente, se necessário. 

O vestuário

É melhor usar roupas em cores lisas do que listras ou padrões. Além de distrações, estas podem gerar o efeito moiré (com interferência). 

Podemos fazer diferentes fotos com diferentes roupas formais e informais, experimentar cores diferentes. Com cores neutras é difícil errar, mas se quiser apostar em outras cores, sugerimos que sejam sempre sólidas e sem estampas. 

A roupa também carrega uma mensagem: pense no que você quer transmitir na hora de escolhê-la. Essas três fotos atendem a estes requisitos, mas transmitem ideias e gestos diferentes sobre a pessoa. Pense nisso. Não há uma melhor que a outra, cada uma transmite sua mensagem.

Outras fotos da campanha 

É importante gerar um banco de fotos úteis para usar durante toda a campanha, principalmente nas redes sociais. 

Mostrar a candidata em seu espaço cotidiano de trabalho gera uma ideia de espontaneidade e referencialidade, transmitindo tranquilidade e gerando curiosidade e confiança.

Fotos mais informais e confortáveis ​​também podem ser feitas, tanto no interior quanto no exterior.

As pessoas também têm interesse em ver os bastidores das redes. Podemos tirar algumas fotos de quando as fotos/vídeos estão sendo registrados, como um “de trás das câmeras”. 

Alguns também usam fotos com seus relacionamentos pessoais e familiares. Isso vai depender da candidata e de seu interesse em expor ou não suas relações. 

Fotos com a comunidade

É importante que a candidata tenha fotos com seus futuros eleitores e sua comunidade de interesse. Tudo isso são identidades visuais. 

Selecionar cuidadosamente lugares e pessoas reforça a mensagem que queremos passar. Podemos incluir questões simbólicas, locais de interesse da comunidade, como escolas, bairros, ou algo icônico considerado relevante para o segmento ao qual a campanha é direcionada. 

 

Fotos com outras pessoas

Uma vez lançada a campanha, teremos a oportunidade de tirar fotos em outros contextos. 

Poderemos tirar fotos com possíveis eleitores, fazer visitas e registrá-las. Além disso, se tivermos a possibilidade, podemos tirar fotos com referentes das comunidades políticas ou sociais com as quais trabalhamos, ou que são considerados aliados políticos no momento da campanha. 

Direitos autorais

Por fim, certifique-se de capturar todas as imagens e obter os direitos de usá-las, para qualquer finalidade que você precisar. Não recomendo o uso de fotografias de bancos de imagens, ou retiradas da internet. Uma foto tirada com o celular é melhor do que algo que parece fictício ou de falseado.

Formulários de liberação de fotos

Descubra se existe legislação em seu país sobre isso. Em alguns países, qualquer pessoa fotografada para uma campanha deve assinar seu consentimento para liberar essas fotos, sejam elas digitais ou impressas. Isso inclui pais ou responsáveis ​​por crianças. Se você estiver tirando fotos de um evento em grupo, certifique-se de que as pessoas estejam cientes. Isso ajuda a proteger a campanha legalmente e evita surpresas desnecessárias.

 

Foto de pessoas criada por pch.vector – katemangostar

Im.pulsa

Plataforma online, aberta e gratuita para inspirar, treinar e conectar a próxima geração de mulheres líderes na América Latina, auxiliando-as a superar desafios e produzir campanhas políticas vencedoras. Oferece formação política para mulheres por meio de produtos práticos com linguagem acessível, afetiva, feita por e para mulheres.