Im.pulsa

Outubro 2, 2020. Por Im.pulsa

Como organizar um evento de arrecadação

Mana, potencialize seu evento!

Pedir dinheiro nunca é uma coisa fácil, a gente sabe. Mas existem várias formas de aumentar seu potencial de arrecadação e uma das mais efetivas é organizar um evento de arrecadação. 

A melhor maneira de começar a organizar um evento de arrecadação é conhecendo o seu público. É um público com mais ou menos dinheiro? São artistas e do rolê mais cultural? Todas essas coisas são importantes na hora de desenhar o evento!

Conhecemos algumas campanhas que fizeram eventos criativos, com o custo bem baixo e outras que são mais tradicionais. Você pode organizar uma roda de conversa, um jantar, uma festa, um churrasco ou até um leilão de arte! O evento pode ser organizado pela campanha, pelo partido ou por apoiadoras e apoiadores.

Mas é importante observar alguns detalhes para que tudo esteja dentro dos limites da legislação eleitoral. Tome cuidado! Um detalhe pequeno pode dar a maior dor de cabeça depois.

Eventos organizados pela campanha

Se o evento está sendo organizado pela campanha, a primeira condição é que você já tenha o seu CNPJ de campanha e aberto a sua conta.

Planilha de acompanhamento da sua conta bancária eleitoral

Modelo de como acompanhar as transações da conta bancária eleitoral

Consulte a Ferramenta sobre Conta Bancária para campanhas lá na Plataforma Im.pulsa. 

Onde realizar o evento de arrecadação

Uma das primeiras decisões é onde realizar o evento. Pode ser o quintal da casa de uma amiga ou o bar de uma parceira.

  • Se o evento for acontecer em sua casa, o processo é mais simples;
  • Se o espaço for de uma pessoa, você precisará assinar com ela um Termo de Cessão Não Onerosa e solicitar à contabilidade o recibo eleitoral. A proprietária deverá assinar os dois documentos e te fornecer uma cópia da matrícula do imóvel. Depois, você precisará enviar para a contadora lançar as informações no sistema;
  • Se o espaço for de uma empresa, tipo bar ou restaurante, é necessário que o espaço seja pago com dinheiro da conta da campanha. Nesse caso, você precisará assinar com a proprietária um Termo de Cessão Onerosa e realizar o pagamento através de transferência bancária ou com cheque da conta da campanha. Você pode combinar com a proprietária de fazer o pagamento após o evento, ou até, fazer uma parceria de receber um percentual do valor da entrada.
Dica: o local do evento deve fazer sentido para a sua campanha e para as pessoas que irão participar. Pense em um lugar que tenha a sua cara ou relação com as suas lutas e considere também a facilidade de deslocamento. Se for possível, realize vários eventos para facilitar a participação de mais pessoas.

Evento sem cobrança de entrada

Suas apoiadoras podem realizar eventos para arrecadar recursos para a sua campanha. Um exemplo comum é a realização de reuniões de amigas e apoiadoras, com comida ou não, para que as pessoas presentes conversem sobre a sua candidatura e façam doações.

Olhe para o seu mapa de apoiadoras e identifique aquelas que poderiam convidar amigas que teriam disposição de fazer doações. Por ser mais informal, esse evento de arrecadação pode ser realizado sem a necessidade de uma voluntária de produção ou comunicação.

Dica: você pode combinar com uma apoiadora mais próxima para ela puxar a conversa sobre a importância de doar e quanto doar.

Como as pessoas podem doar:

  • Dinheiro;
  • Cheque;
  • Transferência bancária;
  • Maquininha de financiamento coletivo.
Dica: para fazer o lançamento das informações no sistema, a contadora precisará de alguns dados das doadoras.

Teste de Autoavaliação: estou preparada para me candidatar?

Questionário para auxiliar o processo de tomada de decisão de lançar uma candidatura.

Para facilitar a coleta dessas informações, você pode utilizar o modelo de Registro de Doações disponível entre as Ferramentas da Im.pulsa.

Evento com cobrança de entrada

Sua campanha pode realizar um evento de arrecadação em que a doação seja o valor da entrada. Por exemplo, você pode organizar um jantar, almoço ou churrasco e cobrar.

Nesses casos, todos os gastos com o evento devem ser custeados pela conta da campanha.

Você e suas apoiadoras cozinham:

É super possível realizar um evento de arrecadação de baixo custo. Você pode convidar apoiadoras para te ajudarem a cozinhar. Nesse caso, você precisa fazer a compra dos ingredientes e um Termo de Doação de Serviço com as pessoas que vão te ajudar.

Essa opção aumenta um pouco a complexidade da prestação de contas. Se você tiver uma amiga que já trabalha com cozinha, contratá-la para entregar a comida pronta pode ser uma boa opção.

Contratação de serviço de buffet:

Você pode fazer um contrato de prestação de serviço com uma amiga ou empresa. Nesse caso, ela vai comprar todo os ingredientes, cozinhar, fornecer os talheres e copos.

Atenção: importante que o valor da entrada seja superior ao custo do evento. Realizar eventos gratuitos ou com o preço de entrada mais baixo que o custo, pode ser entendido como compra de voto.

A candidata pode realizar eventos para comercialização de produtos. Em linhas gerais, ela deve comprar os produtos utilizando o dinheiro da conta da campanha e comercializá-lo por um valor mais alto que o preço de custo.

Evento com comercialização de bens

É importante entender um detalhe: todo dinheiro arrecadado pela campanha configura uma doação eleitoral, ou seja, as pessoas que pagarem a entrada em um evento terão que assinar o recibo eleitoral.

Dicas: é importante conversar com a contabilidade para que elas disponibilizem um lote de recibos para facilitar a coleta das assinaturas. Alguma de suas apoiadoras pode ficar na portaria recebendo o dinheiro e coletando as assinaturas.

Atenção: todo evento de comercialização de bens deve ser informado à justiça eleitoral.

É super importante lembrar: o sucesso de alguns eventos de arrecadação depende da capacidade da campanha de atrair pessoas dispostas a adquirir os produtos ou pagarem a entrada. São trabalhos de comunicação e mobilização.

Aspectos da comunicação sobre eventos de arrecadação

Comunicação eleitoral não é mágica, planeje!

Como estruturar a comunicação nas redes sociais

Para esses, é importante conferir os conteúdos sobre Comunicação, disponíveis na Plataforma Im.pulsa.

Outros eventos, aqueles que consistem em reunir pessoas para pedir doação, dependem de uma estratégia de comunicação mais pessoal. Nesses, faz mais sentido entrar em contato com as convidadas por telefone, e-mail ou Whatsapp utilizando uma linguagem mais afetuosa do que fazer um post nas redes sociais. Também é importante lembrar as pessoas no dia ou um dia antes. Lembre-se da cultura brasileira. Nós esquecemos mesmo.

Eventos realizados por apoiadoras e apoiadores

Ufa! É muita burocracia, né? Mas não se desespere. Uma outra opção que não dá tanto trabalho burocrático são eventos organizados pelas apoiadoras. Um jantar, uma roda de conversa ou um café da manhã podem render boas doações também.

Esses eventos normalmente são organizados por apoiadoras mais próximas.

12 dicas para captar recursos e conseguir apoiadores

Passo a passo para construir uma rede de doadores para a campanha

Na Plataforma Im.pulsa temos conteúdo disponível sobre como criar uma rede forte de apoiadoras. Confere lá!

Aspectos da comunicação sobre eventos de arrecadação

Para doações maiores, um jantar ou um café de arrecadação são opções melhores:

  1. Sugira para suas patrocinadoras e patrocinadores que organizem um jantar ou café. Coloque sua equipe à disposição para ajudar em questões mais operacionais;
  2. É importante que os contatos sejam das patrocinadoras. A ideia aqui não é sobrecarregar a sua equipe convidando pessoas, mas sim pedir para acessar a rede de contatos de quem já doou pra você e, assim, ampliar a sua rede de potenciais doadoras e doadores;
  3. Se possível, converse abertamente com a anfitriã sobre o potencial de doação dessas pessoas que serão convidadas. Você precisa saber o quanto poderá pedir ou esperar;
  4. Não precisa ser um suuuuper jantar. Não se preocupem com isso! Mesmo com doadoras de alto potencial, muitas vezes a anfitriã pode apenas colocar sanduíches, algo pequeno, ainda que arrumado. As pessoas se mobilizaram pela causa, não pela comida. O importante é fazer!
  5. Combine com a anfitriã como vai ser o jantar. Um formato que costuma funcionar começa com algumas palavras da anfitriã, depois uma apresentação da candidata (cuidado para não se alongar demais!), seguido de um pedido de recursos;
  6. É importante não deixar de pedir dinheiro, mesmo que isso seja desconfortável. Reforce isso com a anfitriã. Uma boa tática é combinar com uma ou duas pessoas que estarão entre as convidadas de fazer as primeiras doações. Assim, as pessoas ficam mais instigadas a doarem também;
  7. No dia a candidata nunca vai sozinha. Leve alguém da sua equipe que seja cara de pau e possa pedir dinheiro por você. Uma outra tática boa é pedir que essa pessoa fique perto da porta para que ela pergunte às pessoas que estiverem de saída se elas já fizeram a contribuição;
  8. Diminua as barreiras para doação. Respeitando o período eleitoral, leve maquininhas para o financiamento coletivo, cartões com a sua conta de campanha ou, em último caso, envelopes para declaração de doação. Para os que não doarem no mesmo dia, faça um acompanhamento no dia seguinte. E também dali uma semana. Lembre-se, você não pode ter medo de cobrar doações para quem já se comprometeu a ajudar. As pessoas, às vezes, simplesmente se esquecem;
  9. Sempre pegue o contato das doadores, dos doadores e de todas e todos que estão no jantar. Não só para agradecer ou fazer acompanhamento no dia seguinte, mas também para prestar contas e engajá-los em sua campanha!

Mapeamento de apoiadores: hora de organizar seus contatos!

Fazer o mapeamento de apoiadores é um dos passos que vai ajudar na sua organizar os seus contatos e avisar para todo mundo.

No conteúdo de Mobilização da Im.pulsa damos algumas dicas de como organizar e engajar esses contatos.

***

Conteúdo:
André Barreto, Isabela Messias, Letícia Medeiros e Thais Ferreira

Redação:
Isabela Messias

Redação Final e Edição:
Dandara Lima e Victor Soares

Design:
Paula Leal, Giulia Fagundes e Thaiz Leão

Facilitação:
Carol Delgado

Coordenação:
Alejandra Parra e Gabi Juns

 

Esses conteúdos foram desenvolvidos de forma colaborativa durante uma imersão, realizada em março de 2020, que contou com representantes de diversas organizações. 

 

Im.pulsa

Plataforma online, aberta e gratuita para inspirar, treinar e conectar a próxima geração de mulheres líderes na América Latina, auxiliando-as a superar desafios e produzir campanhas políticas vencedoras. Oferece formação política para mulheres por meio de produtos práticos com linguagem acessível, afetiva, feita por e para mulheres.