Im.pulsa

Gestão financeira de campanha eleitoral

Sobre a trilha

Administrar os recursos financeiros da sua campanha de forma estratégica - fazer planejamento à execução - é fundamental para garantir a saúde financeira, sem gastos desnecessários, e com o melhor aproveitamento do seu orçamento. Nesta Trilha você encontra dicas importantes para planejar cada etapa do financeiro da campanha, além de ferramentas para te ajudar no controle diário dos gastos e orientações para abrir uma conta bancária eleitoral.

Outubro 2, 2020. Por Pavio

Como administrar o dinheiro da minha campanha eleitoral?

Gerir dinheiro em um grande projeto como uma campanha eleitoral já não é fácil, ainda mais durante uma pandemia! Os desafios são muitos e não tem para onde fugir: é preciso planejamento e organização. Mas calma, não há razão para ficar tensa ou insegura. Aqui, nós sempre temos uma maneira de simplificar e facilitar a sua vida, né? 🙂

Em parceria com a Florin, agência de consultoria pessoal e finanças para mulheres, vamos te ajudar com dicas va-li-o-sas para gerir grana em tempos de crise e de campanha. A Florin é comandada por Mariana Florentino, administradora formada pela UFMG e consultora desde 2010; e Karoline Macedo, especialista em Gestão de Marcas e Comunicação Estratégica pela UFBA e professora de Comunicação na Universidade Estadual de Santa Catarina. Duas mulheres que querem empoderar outras mulheres ajudando-as a conquistar a independência financeira. Show demais, né? Então, bora lá! 

Organize-se

A dica mestra, a mãe suprema para evitar todo sufoco com grana é:  organização. Acredite, simples assim. Dinheiro é um recurso extremamente necessário para fazer uma campanha eleitoral e sabemos que frequentemente ele é mal gerido, distribuído e muitas vezes não temos ferramentas para lidar bem com ele. Por isso, encontrar uma forma de organizar o fluxo de caixa é imprescindível e nós vamos te ajudar nisso! 

  • Liste e orce todos os gastos que você terá na campanha 

Mesmo que você não tenha dinheiro para fazer a campanha dos sonhos, a organização das finanças passa por ela. A primeira dica da Florin é que você liste todos os gastos que você teria em uma campanha ideal, ou seja: com equipe de comunicação, com todos os impressos, com patrocínio nas redes sociais e por aí vai. 

Qual é o objetivo disso? Fazer um planejamento macro para você saber o valor de tudo que engloba uma campanha e, depois, com a soma do dinheiro que o partido vai te dar (já te falamos que isso é seu direito, e tá aqui para ler mais detalhes) e/ou que você vai arrecadar sozinha, você poderá ir riscando as ações que não são prioritárias, deixando somente aquelas que realmente cabem no seu orçamento. Assim, você trabalha 100% com os pés no chão, dentro da realidade e não se frustra! 

Não sabe como começar a listar esses valores, sem problemas! Nós fizemos uma planilha com a listagem dos principais serviços que você precisará contratar/pagar. Os valores são apenas uma suposição, já que isso varia muuuuito a depender de cidade ou região. Baixa aqui:

Faça Download

  •  Acompanhe os gastos de perto e use só a conta bancária da campanha

Você já tem um orçamento e sabe quais são os principais serviços. Agora, precisa entender que as suas finanças pessoais são diferentes das suas finanças de campanha. Certifique-se que você abra uma conta exclusiva para a campanha. Isso é dica e também é regra!

Nós temos direitinho aqui informações sobre como abrir e cuidar da sua conta bancária. 

Com a conta criada, basta acompanhar direitinho cada gasto. E não adianta ter só em mente, nos fundos da memória! É preciso anotar e registrar em planilha, além de prestar contas. 

Quanto mais organizada e atualizada está a sua planilha de gastos, melhor e mais assertiva ficará a sua prestação de contas. Lembre sempre disso!

O ideal é que você tenha uma planilha em uma nuvem, como no Google Drive. Assim, você poderá sempre acessar do seu celular ou do computador, de forma que os gastos e também a entrada de novos recursos estejam sempre atualizados. Nós já temos um modelo por aqui, é só clicar.

A dica da Florin, neste caso, é que você defina seu orçamento para três meses, mas, para acompanhá-lo, fica mais fácil se você fatiá-lo em um período menor de tempo, como mensal ou semanal. 

“É muito mais fácil a gente se limitar em uma faixa de tempo curta por semana. Uma dica seria pegar esse orçamento que você tem para a campanha inteira e dividir em faixas de tempo que sejam mais fáceis de você administrar. Assim, evitamos que sinta que está perdendo controle das suas contas” Mariana Florentino, Florin.
 

  • Cuide também da sua vida financeira pessoal

Outra dica das consultoras da Florin é que as candidatas precisam entender que a campanha é como se fosse uma empresa e você precisa gerir essas duas rendas em paralelo. Não adianta seus gastos de campanha estarem lindos, maravilhosos em uma planilha, enquanto na vida particular o bicho das finanças tá pegando, né? 

“Se você não separar as finanças, você vai ter sempre aquela sensação de que toda hora uma dessas figuras está pedindo dinheiro emprestado: uma hora é a sua campanha quem está pedindo dinheiro emprestado da suas finanças pessoais e vice-versa. E isso pode sair do controle”, Mariana Florentino, Florin.

Nunca é tarde para começar a colocar as contas em casa em dia! Anota aí ponto-a-ponto as dicas da cartilha abaixo. Nós sabemos que é difícil, mas é preciso começar de algum lugar e de alguma forma. Queremos ver você deixar suas finanças organizadinhas para que possa passar pelo período de campanha da forma mais confortável possível. A campanha passa, mas os boletos ficam, né? 

Planejamento financeiro pessoal da candidata

Como organizar suas finanças pessoais antes de entrar em uma campanha eleitoral.

  

Uma dica extra da Florin para esse período de pandemia é que você foque no seu objetivo final e evite gastos extras na linha do “eu mereço, tenho trabalhado tanto” – quem nunca, rs? 

Segundo elas, neste período é muito comum que as pessoas se sintam sobrecarregadas em virtude do trabalho (em alguns casos) remoto e da situação incerta em que vivemos. Por isso, elas tendem a gastar mais caindo na cilada de se presentear. 

“Acho que é olhar para dentro da nossa rotina e enxergar que esse momento pode ser também para a gente aproveitar de outra forma, sem descontar no cartão de crédito e nos gastos impulsivos. Toda hora o celular acaba apitando com algum cupom de desconto: uma dica super simples é tirar esses apps para que isso não sirva de armadilha para o consumismo”, Mariana Florentino, Florin.
 

  • Peça ajuda 

Se possível, vale a pena também investir na contratação de uma contadora ou uma advogada que entenda bem de legislação eleitoral e prestação de contas. Pode ser alguma amiga próxima que se voluntarie, que tal? 

Como já te falamos várias vezes, a prestação de contas é um processo fundamental (e obrigatório). Ter todos os comprovantes de serviços e pagamentos é importantíssimo para facilitar esse processo.

“Uma dica é procure uma contadora da sua confiança e que entenda um pouco de legislação eleitoral ou alguém do próprio partido que já tenha essa experiência. Isso daí já dá uma ajuda gigantesca. Tenha em mente o quanto você pode gastar e pode cobrar do partido”, Karoline Macedo, Florin

Por fim, nós sabemos que dinheiro pode ser uma dor de cabeça, mas estabelecer uma relação racional e saudável com o ele te ajudará a manter a sanidade nesse período que exige muito. Então, peça ajuda, cuide de si e tente ser realista para não se frustrar! Combinado? <3

 

Pavio

O Pavio Criativo é um Estúdio de Soluções em Comunicação que atua em projetos com propósito. Temos ampla experiência em campanhas políticas e marketing eleitoral. Co-criamos e realizamos campanhas de impacto como a Im.pulsa e projeto Me Farei Ouvir, além de colaborar com outros tantos que alimentam nossa criatividade de propósito.

e-mail

Fique por dentro!

Receba as novidades da Im.pulsa no seu e-mail