Im.pulsa

A reta final de sua campanha

Sobre a trilha Compartir la guía

Se você vai se candidatar nas eleições deste ano, entenda o processo de finalização para sua campanha eleitoral e aprenda a como alcançar mais eleitores. Fique por dentro de estratégias midiáticas e outros tipos de conhecimentos, como o cuidado com toda a sua equipe.

Agosto 25, 2022. Por Im.pulsa

Cuide da sua equipe

Por María Paz Aedo

Na reta final, marcada por alto estresse e carga de trabalho, a capacidade de cuidar de nós mesmos é posta à prova.

É possível que as demandas das atividades nos obriguem a aumentar as horas de dedicação e subtrair o tempo de outras atividades, que são tão importantes ou essenciais para nós – como maternidade, trabalho remunerado ou serviço doméstico. Por isso, é fundamental criar estratégias de apoio e retribuição, não necessariamente monetárias, mas que diminuam o impacto e recompensem a entrega! 

Algumas ações “regenerativas” e de cuidado mútuo podem ser:

  • Defina horários para comer (e até cozinhar) com sua família e amigos durante o dia.
  • Crie sistemas para cuidar de crianças dentro da equipe, mobilizando voluntários e redes de apoio. 
  • Implemente um espaço físico onde se possa descansar (um pátio ou um quarto), com a expressa condição de não se trabalhar neste local.
  • Identifique, nas redes de apoio, a expertise de terapeutas tradicionais e complementares, a quem você possa recorrer, em caso de necessidade.
  • Tenha frutas e lanches saudáveis ​​à mão.
  • Defina os horários de início e término de sua rotina de trabalho, para enviar / receber chamadas e mensagens.
  • Estabeleça a prática de agradecer. A visibilidade e avaliação da contribuição de cada participante é essencial para sustentar o entusiasmo e a energia.  
  • Celebre as conquistas e o progresso. Por exemplo: organize uma reunião com todos os voluntários, antes da eleição, onde seja possível reconhecer e valorizar tudo o que foi feito. 

Também é importante, nesta dimensão, reconhecer-se como aprendiz. Assim como a vida, as campanhas têm uma alta margem de incertezas. O que funcionou uma vez pode não funcionar depois. Esse critério é fundamental para evitar julgamentos mais duros. É importante avaliar o que está sendo feito e reconhecer o “erro” como espaço de aprendizagem. Em toda a caminhada, são necessárias boas doses de humildade e grandeza, ao mesmo tempo.

Dica: Psicólogos sociais, como Marcial Losada e John Gottman, sugerem que, para o funcionamento ideal de uma equipe, é necessário manter uma relação de um a cinco, entre críticas e elogios. Ou seja, para cada vez que aponto um problema, reconheço outras cinco contribuições (Fonte: El ratio Losada).

Nós não queremos que isso aconteça, mas as condições de estresse favorecem o abuso. É possível que você se sinta agredida ou magoada por alguém da equipe e, até mesmo, por atores externos. Ter um protocolo ou pelo menos um círculo de confiança, onde seja possível abrir essas conversas, com a premissa de sigilo e respeito, é muito importante.

Sobre a autora: Socióloga, doutora em educação e coach ontológica. Atua na formação de lideranças sociais em temas de ecologia política e ecofeminismo; e na pesquisa sobre instituições ambientais, afetos, resistência e artivismo. Colaborou em vários processos de campanha política e eleitoral no Chile, além de participar ativamente dos movimentos feministas e ambientalistas.

Im.pulsa

Plataforma aberta e gratuita para inspirar, treinar e conectar mulheres, auxiliando-as a superar desafios políticos e produzir campanhas vencedoras. Oferece formação política para mulheres por meio de produtos práticos com linguagem acessível e afetiva. A Im.pulsa é feita por e para mulheres.