Im.pulsa

Autocuidado

Sobre a trilha

Uma campanha eleitoral pode ser um período muito intenso e difícil. Além do ambiente político ser mais hostil para mulheres do que homens (já ouviu falar em Violência Política de Gênero?), as candidatas sofrem também pressão da família, preconceito, inviabilização... a lista é grande. Por isso é preciso autocuidado! Reunimos aqui uma videoaula, algumas ferramentas e uma entrevista com uma psicóloga para de apoiar a enfrentar esse desafio com determinação, coragem e, principalmente, equilíbrio mental. Estamos juntas!

Outubro 2, 2020. Por Im.pulsa

Melhor forma para cuidar do seu dinheiro nas eleições

Ei, vem com a gente 🙂

Como já falamos em outros Guias, dinheiro nas eleições é um recurso extremamente necessário para fazer uma campanha eleitoral. Mas sabemos que frequentemente ele é mal distribuído e muitas vezes não temos ferramentas para lidar bem com ele.

Em uma campanha eleitoral é preciso priorizar com cuidado todos os gastos, sejam eles da vida política ou da vida pessoal. Evite criar prisões em torno do que seria ideal e pense na melhor forma possível de utilizar o que você tem à mão.

Não alimente a mentalidade de que o seu projeto político vai fracassar só porque você tem pouco dinheiro. Esse pensamento só aumenta os níveis de estresse e consome a sua energia.

É por isso que definir metas financeiras possíveis e se comprometer com elas é importante. É preciso desenvolver resiliência e acreditar em suas escolhas, mantendo a visão de sucesso e estabelecendo prioridades. Estabelecer hábitos saudáveis com relação ao dinheiro nas eleições  é uma importante forma de autocuidado.

Se não, mesmo que você consiga todo o dinheiro que precisa para realizar sua campanha, ele será desperdiçado em coisas pouco relevantes. Isso vai tornar a sua relação com recursos financeiros uma experiência cada vez mais frustrante.

Mas como fazer isso?

Cuidar da sua saúde financeira numa visão completa é um aprendizado! De cara você pode achar que é impossível fazer isso no período eleitoral e é neste ponto que este material pretende te ajudar!

Antes de tudo, entenda que você merece e precisa de apoio financeiro para que possa participar de forma efetiva da política institucional. Quando pessoas que acreditam nas suas ideias patrocinam a sua construção política, elas não estão te fazendo um favor e você não está assumindo uma dívida. Na realidade, estamos todas juntas assumindo a responsabilidade de qualificar e fortalecer a democracia, fazendo com que ela seja de fato participativa e representativa.

Por onde começar:

1. Se organizar

Assim que começar a pensar em se candidatar a um cargo público, se organize e procure entender quais são os principais gastos no seu orçamento pessoal. Vale usar papel e caneta, aplicativos ou uma planilha esperta para anotar tudo.

2. Estabeleça seus objetivos

Essa etapa inclui tanto os objetivos políticos quanto os pessoais a curto e médio prazo. Tente começar com práticas simples como, por exemplo, pedir ajuda para preparar de uma vez o almoço da semana, levar lanches para suas agendas de rua ou organizar reuniões para falar sobre política na casa de amigas. Essa dica não apenas levará você a economizar para a campanha, como ajuda você a investir e cultivar relacionamentos que irão te apoiar neste período.

3. Assuma hábitos alimentares saudáveis

Eles ajudam diretamente para a nossa saúde física e mental. Ficar doente é caro e comer melhor é uma ótima forma de evitar perder recursos com tratamentos médicos durante a campanha.

4. Diminua gastos

Comece já a diminuir, por exemplo, os gastos com transporte em saídas à noite. Tente concentrar sua vida social e política em atividades durante o dia, quando costuma ser mais fácil e barato se locomover pela cidade. De quebra você garante mais horas de sono enquanto pode e o seu bolso vai agradecer.

5. Estabeleça metas

Seja boa com você e estabeleça metas de campanha simples e acessíveis para serem atingidas. É importante considerar o seu ponto de partida! Esta atitude evita frustração com objetivos aparentemente impossíveis. Aos poucos e de acordo com a sua captação de recursos, é possível aumentar o alcance dessas metas com atenção sempre ao seu estado mental e sua saúde física.

6. Peça ajuda! 

Não se esqueça de pedir e aceitar ajuda. A solidão é um gatilho comum para processos destrutivos – como acreditar que a sua participação na política não tem valor – o que têm pouco a contribuir para o sucesso da sua campanha.

Procure refletir sobre o que tem por trás desse comportamento que é muito comum entre nós mulheres. Construa seus rituais de autocuidado e confie na sua rede de apoio. Se for necessário buscar auxílio de terapeutas e especialistas, não tenha medo, faça isso! Está tudo bem.

7. Você vale mais do que qualquer quantia!

Não se esqueça de que a sua saúde é algo caro e in- substituível. Essa regra também vale durante uma campanha eleitoral! Cuide de si, da sua energia e vá além dos recursos financeiros. Crie metas realistas para uma relação mais saudável com o dinheiro nas eleições. 

***

Conteúdo:
André Barreto, Isabela Messias, Letícia Medeiros e Thais Ferreira

Redação:
Isabela Messias

Redação Final e Edição:
Dandara Lima e Victor Soares

Design:
Paula Leal, Giulia Fagundes e Thaiz Leão

Facilitação:
Carol Delgado

Coordenação:
Alejandra Parra e Gabi Juns

 

Esses conteúdos foram desenvolvidos de forma colaborativa durante uma imersão, realizada em março de 2020, que contou com representantes de diversas organizações.

 

Im.pulsa

Plataforma online, aberta e gratuita para inspirar, treinar e conectar a próxima geração de mulheres líderes na América Latina, auxiliando-as a superar desafios e produzir campanhas políticas vencedoras. Oferece formação política para mulheres por meio de produtos práticos com linguagem acessível, afetiva, feita por e para mulheres.

e-mail

Fique por dentro!

Receba as novidades da Im.pulsa no seu e-mail