Im.pulsa

Elas Votam: uma conversa política entre mulheres.

Sobre a trilha Compartir la guía

Essa trilha é uma conversa entre mulheres sobre política. Vamos falar mais sobre o voto, sobre o sistema eleitoral e outros assuntos que ajudem mulheres eleitoras a tomarem decisões mais conscientes e informadas, fortalecendo a democracia brasileira.

Blog

Você está pronta para escolher quem vai te representar?

>Por Naiara Lemos

Nesse ano em que as candidaturas femininas bateram recordes, é fundamental lembrar que não basta votar em mulheres. É preciso votar naquelas que assumiram o compromisso de melhorar a vida de todas as  mulheres. Isso significa trabalhar para que os projetos, as leis e os recursos públicos se convertam em impacto positivo na nossa vida prática. Afinal, a política interfere nos preços do mercado, nas condições de emprego, no acesso à universidade, na segurança ao andar pelas ruas, nas mudanças climáticas, na sua saúde e na qualidade de vida das pessoas que você conhece.

Por isso, a Think Olga, em parceria com a Im.pulsa, elencou 6 sinais que te ajudam a identificar se a sua candidata está pronta para te representar.

#01 ELA COMPARTILHA DOS MESMOS IDEAIS QUE VOCÊ

Procure saber se sua candidata está familiarizada com os problemas que te impactam diretamente.

  • Que pautas ela defende?
  • Como trabalhou por uma sociedade melhor antes das Eleições?
  • Se busca uma reeleição, como foi sua atuação no mandato anterior?
  • Que projetos de lei elaborou ou votou a favor?

#02 ELA TEM PROPOSTAS CONSISTENTES E VIÁVEIS

Para conhecer o que sua candidata está se propondo a fazer nos próximos 4 anos de mandato, você pode checar o que ela apresenta no programa de governo cadastrado no TSE , nas entrevistas e nas redes sociais. Sabendo que se trata de uma informação dada pela própria candidata, encare tudo como material de pesquisa e não, como verdade absoluta.

Observe se o plano de governo contém um diagnóstico da realidade, com questões prioritárias em evidência e condições de se concretizarem.

#03 ELA ESTÁ FILIADA A UM PARTIDO COMPATÍVEL COM O SEU POSICIONAMENTO POLÍTIC

O Brasil adota o voto proporcional para eleições de deputadas e vereadoras. Ou seja, caso sua candidata não seja eleita, o voto que você deu vai ajudar a levar candidatas e candidatos do partido dela ao poder. Portanto, pesquise sobre o histórico do partido e as prioridades do grupo ao qual ela está filiada.

Caso você não tenha preferência por uma candidata, mas queira apoiar algum partido específico, é possível optar pelo voto de legenda. Aquele em que a eleitora digita apenas os dois primeiros números do partido na urna e ajuda a eleger os candidatos mais votados. Isso vale só para os cargos de deputado ou deputada distritais, federais e estaduais. Nas eleições majoritárias (ao governo estadual e à Presidência da República), o voto é sempre nominal.

#04 ELA DEMONSTRA ESTAR A PAR DA VIOLÊNCIA POLÍTICA DE GÊNERO E DA IMPORTÂNCIA DE ELEGERMOS MAIS MULHERES

Transformar e ocupar a política não é uma tarefa simples.

Analise se sua candidata está ciente dos desafios que uma mulher enfrenta nos espaços políticos, da truculência à qual tantas parlamentares já foram submetidas e da importância de se dedicar às conquistas coletivas.

É preciso coerência e coragem para percorrer o caminho político. Ser aliada de quem feminiza a pobreza, pratica a violência política de gênero e desmonta iniciativas de proteção às mulheres é contribuir para o retrocesso (e aumentar o risco de ser vítima dele).

#05 ELA ENTENDE QUE REPRESENTAR MULHERES É FAZER UM MANDATO EM DEFESA DAS MULHERE

Apoiar mulheres, mães, negras, pessoas com deficiência, indígenas e LGBTQIAP+ impulsiona a renovação e a diversidade política necessárias para o Brasil avançar. 

Observe o que o discurso e as atitudes da sua candidata dizem sobre direitos sexuais e reprodutivos, educação sexual ou combate ao racismo, ao machismo e aos abismos sociais.

O Brasil é um país extremamente desigual. As políticas públicas existentes não alcançam a todos que necessitam. É papel de quem nos representa criar e acompanhar a execução de iniciativas que beneficiem a população vulnerável.

Portanto, não basta falar de diversidade mas também do que pode ser feito na prática.

#06 ELA É ACESSÍVEL

  • Acompanhe a agenda e as redes sociais dessa pessoa.
  • Se possível, compareça aos eventos em que ela está.
  • Procure saber qual é a opinião dela em relação aos temas mais importantes para o Brasil nos dias de hoje.
  • Se aproxime de quem vai ganhar o seu voto. 

Daqui a duas semanas, iremos às urnas.

Até lá, é importante dedicarmos um tempo a conhecer candidaturas, avaliar propostas e saber que Brasil gostaríamos de ser a partir de agora.

Política é exercício de imaginação.

E voto é ferramenta que ajuda a construir futuros.

Sobre a autora: Naiara Lemos a lém de redatora, jornalista e curadora de conteúdo, Naiara Lemos é mãe, negra e feminista. Acredita na importância de tudo aquilo que vem de dentro: filho, fôlego, palavra, choro, gargalhada, luta, insight e silêncio.

Este texto foi produzido orginalmente para Lab Think Olga de Cuidado e Política

Trilhas relacionadas

6 Materais, 61 minutos
Candidatas nas redes

“Candidatas nas Redes” é uma jornada de formação, dividida em 6 módulos, que busca apoiar candidatas mulheres na [...]